17/03/2017

Eu me possuo de Stella Florence

| | 15 comentários
Oi Gnt!

Hoje a viagem literária será aqui mesma na minha cidade, São Paulo. Quero te apresentar uma moça com a qual você já pode ter esbarrado pelas ruas, mas que sem dúvida passou despercebida.



Sinopse:
“O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a fim de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”


O quê achei?

Karina não tem nada de especial, mora com sua família, estuda odontologia e pra fugir do tédio aceita trabalhar durante as noites no bar da sua melhor amiga Renata.

A partir desse dia toda rotina e apatia saem de cena quando Karina (que antes tinha problema com a baixa alto estima) conhece Thiago e passa a viver com ele noites tórridas de amor.

Karina acaba inaugurando seu próprio bar quando o de Renata vai à falência e no dia da inauguração nos é apresentado Gustavo, que há 6 anos atrás estuprou Karina no dia em que ela fazia aniversário.

De inicio achei que o tema Estupro seria muito forte, triste, mas fui surpreendida, não pelo descaso, mas pela leveza com a qual a autora aborda o assunto.

Na verdade o foco do livro não está no estupro, mas em como Karina conseguiu superá-lo.

Outro ponto que me conquistou foi ler um livro que se passa na cidade que amo. A escritora, Stella, conseguiu me ganhar retratando Sampa com tanta precisão, com tantos detalhes e ao mesmo tempo com tão poucas palavras!

Eu me possuo é um livro que vale a pena ser lido e relido.

E se você ainda não conhece essas duas mulheres incríveis (Stella e Karina) deixo aqui essa super dica de leitura.

Agora me conta: Já conhecia esse livro?



15/03/2017

Bubble Chair ou para os mais íntimos: Cadeira bolha

| | 48 comentários

Oi Gnt


Toda criança um dia já brincou de fazer bolhas de sabão e são com essas bolhas de sabão que as Bubble Chair se parecem.



Não faz ideia do que são as Bubble Chair? Tranquilo, continue lendo o post que vou te explicar!

Bubble- Chair



Lúdico. Neutro. Sofisticação. Modernidade - Seriam esses alguns adjetivos que descrevem as Bubble Chair.



Bubble- Chair



Uma sala dentro de outra sala – é uma boa definição das Bubble Chair


Criadas por Eero Aarnio, que nasceu em 1932 na Finlândia, onde estudou no Instituto de Artes Industriais em Helsínquia. Em 1962 ele abriu seu próprio escritório como um designer de interiores e industrial, onde começou a exercer a sua utilização pioneira de plásticos em seu design de mobiliário.
Bubble- Chair
Eero Aarnio sempre deixou sua visão criativa ativa nunca se limitando aos materiais convencionais assim, produzia usando formas e cores nunca antes vistas.

“A ideia de uma bola transparente aonde a luz viesse de todas as direções”.

Bubble Chair criada por ele em 1968, teve seu design inspirado numa criação anterior do designer, a Ball Chair, que ele sonhava ver “com luzes por todos os lados”, o único material possível seria o acrílico, que já era soprado como bolha de sabão para a construção de claraboias em forma de cúpula. Uma coisa levou à outra e assim surgiu a Bubble Chair.
Bubble- Chair

“Fiz um anel feito de aço, a bolha foi expandida e almofadas foram adicionadas e estava pronta a poltrona. E novamente o nome era óbvio: Bolha".

JPG mktplace 728x90Uma sala dentro de uma sala = a Bubble Chair ou Cadeira Bolha, foi desenvolvida com o objetivo de ser um ambiente privado para relaxar, estudar, sendo acolhedor e protegido de ruídos externos. 
Bubble- Chair

As Bubble Chair proporcionam um ambiente privado, com redução de ruídos.
O Grande problema delas é o Preço de R$ 4.982,67 💰💰


E você, vai colocar uma dessas em casa também? Me conta qual delas você mais gostou!
Beijos e até a próxima!



13/03/2017

Mídia Kit - O quê é pra que preciso dele?

| | 49 comentários



Mídia kit

Oi Gnt! 

Já ouviu falar de Mídia kit na sua vida?
Quem aí não ama quando o carteiro aparece com algumas caixas cheias de mimos no seu endereço?



Fechar uma parceria, sem dúvida, é o sonho de toda blogueira, mas não espere que os parceiros batam à sua porta, é preciso ir atrás também. E pra ir atrás deles você precisa de um Mídia kit.


Não sabe o que é um Mídia kit?


Mídia kit é um currículo/portfólio das suas redes virtuais.


Nele, você vai inserir todos os dados do seu blog/canal/instagram/fanpage .


Será através dele que você vai mostrar suas qualidades e vantagens em receber a empresa em questão como sua parceira.


Mídia kit não possui um padrão, ele pode ser em forma de slides, pdf ou Jpg. 


Leve em consideração que criatividade é um diferencial no mundo virtual, então: evite copiar o Mídia kit de alguém, tenha um totalmente personalizado e com a sua cara.

Mesmo não possuindo um padrão, há alguns tópicos que devem sim estar no seu Mídia kit:

  • Um resumo sobre a mídia em questão, quando nasceu, qual o tema abordado...
Mídia-kit-sara-menezes



  • Um resumo sobre quem escreve:
Mídia-kit-sara-menezes
  • Estatísticas do seu alcance diário e mensal:
Mídia-kit-sara-menezes

  • Perfil do seu público:
Mídia-kit-sara-menezes

  • Tipos de parcerias que está disposto à fechar:
Mídia-kit-sara-menezes

Trouxe apenas alguns detalhes, mas o Mídia kit é pessoal e particular de cada pessoa, você inseri nele dados que acredite serem relevantes.
Lembrando que não há padrão para o Mídia kit, sinta-se livre pra colocar sua foto, números de seguidores, telefone, e-mail...

Mídia kit do meu blog eu mesma fiz e tenho trabalhado fazendo Mídia kit para interessados.

Mas se você não pode ou não acha que vale à pena pagar por esse serviço, você também pode baixar um e editar com seus dados:

Por hoje é só blogueiros de plantão.
E você, já fez seu mídia kit? 
Tem alguma dúvida ou sugestão?
Pode deixar nos comentários 😙





© Template por Design 4Bloggers - Todos os direitos reservados. imagem-logo