24/03/2017

Objetos cortantes - a Verdade arde na própria pele

| | 30 comentários

Objetos cortantes


O Gnt! Antes de começa a leitura de um livro sempre procuro resenhas sobre ele pra me decidir se leio ou não.



Porém, o que sempre acontece é que sou totalmente surpreendida durante a leitura. É sério! Eu li resenhas sobre “Objetos cortantes” e mesmo assim fui fortemente surpreendida.



Sinopse:

Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida. Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.




Camille preaker trabalha como jornalista no Daily post de Chicago e é escalada pra cobrir uma série de crimes que acontecem em sua cidade natal Wind Gap.


Ela possui muitas travas emocionais, não fala com sua mãe há alguns anos e tem uma maneira peculiar de enxergar situações comuns do dia a dia.

Já na cidade Wind Gap, Camille fica hospedada na casa de sua família, composta por sua mãe Adora, seu padrasto Alan e sua meia irmã Amma (todos com inicias “A”). 

Ficar nessa casa traz de volta lembranças de um passado doloroso, seja por causa da morte de sua irmã Marian, pelo relacionamento sem qualquer sombra de amor com a sua mãe ou pelo inicio à prática de se ferir.

Inicialmente fiquei encantada com a cidade Wind Gap, uma típica cidade pequena em que todos se conhecem e repleta de paisagens lindas e rios pra se refrescar durante o verão. Mas era tudo um engano, a cidade possui tantos segredos e o caráter dos seus moradores é questionável demais. Sério, fiquei decepcionada!!!

Na busca pelo assassino que tem atacado a cidade, Camille acaba descobrindo segredos da sua família que acabam trazendo luz a muitas duvidas e perguntas que ela tinha.

Não indico esse livro pra menores de idade (tem muito sexo, drogas e pouco rock roll) e muito menos à pessoas depressivas, que podem se identificar com a personagem e se colocar em situações de risco.

É um livro eletrizante, que nos faz olhar cada personagem intimamente, tentando entrar em suas mentes e entender o que falam nas entrelinhas.

Fiquei sabendo que esse livro em breve chegará às telas da HBO como série e a personagem Camille será interpretada pela atriz Amy Adams.

Se você ainda não leu esse livro, fica a dica!







22/03/2017

Bloco de concreto pra Decorar - Diy

| | 32 comentários
Oi Gnt! 
Vocês gostam de inovar na decoração da sua casa?
Sempre que o tema Decoração está em questão imaginamos que vem seguido se muitos $$$, mas se engana quem pensa assim.

Hoje está super em alta os DIY (faça você mesmo) e estou sempre trazer algo aqui pra te ajudar e te inspirar.

Nesse post a ideia é usar Blocos de concreto, que são encontrados muito facilmente, talvez no seu quintal tenha um jogado!

Dá uma olhada nas inspirações que separei pra vocês:















E aí?
Gostou de algum? Quer tentar na sua casa?
Não esquece de postar a foto e mostrar pra gente como ficou!
Beijocas e até a próxima!



20/03/2017

Taxa de rejeição - Está na hora de conversarmos sobre ela

| | 34 comentários
Oi Gnt!

Você já ouviu falar de taxa de rejeição do blog?

A grande maioria dos blogueiros se importam apenas com os números de acessos, seguidores e comentários, mas está na hora de falar sobre a rejeição também.


Já parou pra pensar na aceitação do seu blog?


  • Quanto tempo os usuários ficam nele? 
  • Eles acessam mais de uma página? 
  • Eles interagem ou saem assim que entram? 
Sabia que há sim como saber essas informações através do Google Analytics

O Google Analytics mostra, entre outras coisas a taxa de rejeição do seu blog.

O quê é Taxa de rejeição?

A taxa de rejeição é a porcentagem de visitantes que acessam seu blog/site e saem sem clicar em outras páginas, eles entram e saem pela mesma página.



Há diversos fatores que contribuem pra que a taxa de rejeição do seu site/blog esteja alta e vou tentar falar de alguns deles, quem sabe um seja o seu caso.

Vamos lá?

CARREGAMENTO DEMORADO

Já tentou entrar em um site que demora horas pra carregar? Não sei você, mas se eu estiver no celular, acabo desistindo e fechando o site. 
Agora, você acha que o seu leitor terá paciência de esperar o carregamento ser concluído?
Acredite: O máximo que um leitor aguenta esperar são 30 segundos!!!!

DESIGN CONFUSO
Já falei sobre esse tópico AQUI, e volto a lembrar: Layout organizado atrai leitor! 
Sabia que tem muito layout free por aí? Procure um com a sua cara e  com certeza vai atrair mais leitores. 


FALTA DE CONTEÚDO 
O leitor chega até o seu site mas quando vai conferir o post percebe que era propaganda enganosa! Não tem conteúdo algum pra agregar e ele vai embora. 


TEXTÃO 
Parece contraditório mas, você sabia que o leitor tem preguiça de acompanhar textos com parágrafos muito longos?
Escreva como se estivesse conversando, inserir pausas - espaços - assim a conversa fica mais leve.


PROPAGANDAS
Você quer lucrar com o site, eu também, mas o leitor fica irritado quando clica e abre outra janela, ou do nada aparece uma caixa de propaganda, tem casos que parece até que a pagina está com vírus.


VOCÊ NÃO É UM BOM ANFITRIÃO
O leitor já está no seu blog mas, o post que ele estava lendo acabou e ponto final.
Mostre pra ele que há mais conteúdo legal no seu blog, deixe links de postagens que já passaram e que estão relacionadas.

Dá uma olhada no final desse post e veja como eu faço😉

Há muito mais pra ser dito e semana que vem trago outro post sobre a Taxa de rejeição, e dessa vez trazendo dicas pra fugir dela, ok?

E você, já conhecia a Taxa de rejeição, como faz pra fugir dela?
Me conta, eu quero saber!



19/03/2017

Pretty little liars - Pequenas mentirosas

| | 44 comentários
Oi Gnt!
Tem alguém aí que é apaixonado por séries?
Hoje, trouxe uma das mais amadas por mim:

Pretty little liars



Pretty Little Liars é uma série de televisão americana baseada na série de livros com o mesmo nome e escrita por Sara Separd.
A autora da série é a Marlene King.


Pretty little liars é protagonizada por:


Aria (Lucy Hale): Aria é apaixonada por artes, ama filmes antigos, livros de poesias e fotografar. Se envolve com seu professor de literatura, com quem tem idas e vindas durante toda série.
Pretty little liars




Emily (Shannon Ashley): A esportista do grupo e filha de um militar, leal e tímida, Emily é campeã de natação e a única bi-sexual. Poucos sabem, mas teve um relacionamento com Ali.
Pretty little liars





Hanna (Ashley Benson): Já foi o patinho feio da turma, mas depois do sumiço de Ali e da amizade com Mona se torna uma It Girl. Tem uma amizade muito forte  com sua mãe, que sempre está presente nos momentos de perigo.Pretty little liars




Spencer (Troian): Desde pequena foi pressionada pela família pra que fosse a melhor em tudo. É a mais estudiosa e esperta do grupo além de amar Shakespeare. É segura, destemida e carrega uma longa lista de "ficantes".
Pretty little liars














Alison (Sasha Pieterse): A garota mais popular e odiada da escola. Toda trama da série gira em torna de sua "suposta" morte.
Os meus sentimentos pela Alison vão do ódio ao amor a cada episodio. Pretty little liars



Mona (Janel Parrish): Ela se torna a melhor amiga da Hanna e se mostra mais inteligente do que aparenta ser. Não serão poucas as vezes em que me sinto feliz em ver como a Mona salva o dia!
Pretty little liars


Pretty little liars estreou em 8 de junho de 2010 e o sucesso dos primeiros 10 episódios  foi absoluto.


Pretty little liars




Pretty little liars se passa em Rosewood, uma pequena, tranquila e bela cidade na Pensilvânia. De tão tranquila e intocada, nunca se adivinharia que detém tantos segredos. Há um ano, a popular Alison DiLaurentis desapareceu, deixando todos acreditarem que fora vítima de um assassinato. Depois desse grande fato na cidade, a amizade entre suas quatro inseparáveis amigas nunca mais foi a mesma. 




Pretty little liars


Em Pretty little liars, de forma trágica, o destino une Spencer, Emily, Hanna e Aria novamente. Mas o caos se instala na vida das quatro garotas quando elas começam a receber mensagens de texto de alguém que se auto intitula "-A" ameaçando contar todos os seus segredos. Essas garotas farão de tudo para descobrir quem é realmente -A.
Pretty little liars

Toda vez que o celular toca é a mesma tortura psicológica na vida delas!
Parece cansativo mas todo o enredo da série se baseia em descobri quem é -A? Afinal, essa pessoa sempre arma e coloca as meninas em enrascadas e por vezes uma contra a outra.




Pretty little liars tem 7 temporadas, e a cada nova temporada você tem certeza de quem é -A ... Mas sempre estamos enganados e assim crescem os receios, dúvidas e raiva da escritora!!!!


Pretty little liars


E claro que não podem ficar de fora os namorados delas:


 Elliott , Calebe, Ezra e Toby .

Pretty little liars

Não dá pra dizer qual delas eu prefiro, todas tem suas qualidades e defeitos, mas se fosse pressionada, com toda certeza escolheria a Hanna!
Amo de coração essa loirinha!
Pretty little liars

Por fim , super indico essa série, ainda tem muita trama rolando e muitos segredos pra serem revelados! Você pode conferir também no  Netflix mas, como sempre, não todas as temporadas que estão disponíveis..



E você, já conhecia essa série?
Conta pra mim!




17/03/2017

Eu me possuo de Stella Florence

| | 14 comentários
Oi Gnt!

Hoje a viagem literária será aqui mesma na minha cidade, São Paulo. Quero te apresentar uma moça com a qual você já pode ter esbarrado pelas ruas, mas que sem dúvida passou despercebida.



Sinopse:
“O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a fim de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”


O quê achei?

Karina não tem nada de especial, mora com sua família, estuda odontologia e pra fugir do tédio aceita trabalhar durante as noites no bar da sua melhor amiga Renata.

A partir desse dia toda rotina e apatia saem de cena quando Karina (que antes tinha problema com a baixa alto estima) conhece Thiago e passa a viver com ele noites tórridas de amor.

Karina acaba inaugurando seu próprio bar quando o de Renata vai à falência e no dia da inauguração nos é apresentado Gustavo, que há 6 anos atrás estuprou Karina no dia em que ela fazia aniversário.

De inicio achei que o tema Estupro seria muito forte, triste, mas fui surpreendida, não pelo descaso, mas pela leveza com a qual a autora aborda o assunto.

Na verdade o foco do livro não está no estupro, mas em como Karina conseguiu superá-lo.

Outro ponto que me conquistou foi ler um livro que se passa na cidade que amo. A escritora, Stella, conseguiu me ganhar retratando Sampa com tanta precisão, com tantos detalhes e ao mesmo tempo com tão poucas palavras!

Eu me possuo é um livro que vale a pena ser lido e relido.

E se você ainda não conhece essas duas mulheres incríveis (Stella e Karina) deixo aqui essa super dica de leitura.

Agora me conta: Já conhecia esse livro?



© Template por Design 4Bloggers - Todos os direitos reservados. imagem-logo